Imagem de mãos se confraternizando

Como a integração dos aspectos corporal...

Como a integração dos aspectos corporal, emocional, intelectual e espiritual auxilia no seu desenvolvimento profissional


Um dos conceitos centrais do Processo Hoffman é o conceito de Quadrinidade. A teoria descreve o ser numa totalidade e consegue avaliar como nos sentimos enquanto humanos.
Esse sistema interativo compreende quatro aspectos: corporal, emocional, intelectual e espiritual.

Cada aspecto da Quadrinidade possui seu repertório de qualidades importantes que, ao estarem bem alinhadas às características das outras três esferas, possibilita uma presença de qualidade do quantum de humanidade que nos habita.

Ainda que estejam presentes em todas as situações de nossas vidas, a presentificação e relação entre os elementos da Quadrinidade têm impacto direto na forma como encaramos o trabalho.

Reconhecer o que temos de melhor para oferecer ao mundo, aperfeiçoar nossas habilidades e fazer bom uso dos nossos recursos não é, de fato, uma tarefa fácil.

Diferentes ritmos, realidades e possibilidades perpassam a nossa existência enquanto seres humanos e, perder um pouco de si no caminho, é tão natural quanto nocivo para o nosso bem-estar, para a nossa produtividade e para as escolhas profissionais. Se conhecer é essencial nesse processo de aprimoramento enquanto seres humanos capazes e felizes em servir.

O caminho do autoconhecimento é um dos resultados principais do Processo Hoffman da Quadrinidade. Este trabalho – que é crucial para melhorar o nosso estar e servir no mundo – consiste em compreender e integrar as características das nossas quatro esferas:

Corpo
- Como nos apresentamos a partir da materialidade do nosso ser;
- Nos permite a expressão e a experimentação da vida;
- É uma testemunha das nossas experiências;
- Registra nossa história, nos presentifica.

Emoção
- É o canal de nossa espontaneidade;
- Cria empatia e colore as situações;
- Nos conecta e nos aproxima dos outros.

Intelecto
- É o nosso canal de aprendizado e de tradução do mundo;
- Traz conhecimento, analisa e armazena informações;
- Soluciona problemas e conecta conhecimentos.

Ser Espiritual
- Nossa mais profunda presença;
- A intuição em si, a sabedoria;
- O que nos dá sentido e propósito de vida;
- A essência de quem somos.

Todos estes recursos estão disponíveis em nós, porém o não reconhecimento, a desconexão e o automatismo fazem com que o usufruto dessas riquezas seja, por vezes, inferior ao que poderia ser. Isso é, infelizmente, muito notável no ambiente corporativo.

Quando há um desalinhamento da Quadrinidade o ambiente que deveria trazer o que cada um tem de melhor em si dá espaço para relações interpessoais tóxicas baseadas numa
competitividade exagerada e alianças advindas de carências e manipulações.

Esta mistura improdutiva cria sabotagens, baixa valorização de si mesmo e do outro; um sentido de autorreferência que embaraça o espírito coletivo; pouca flexibilidade colocando o
pessoal acima do crescimento conjunto. O que, atualmente, acaba por produzir sintomas como o excesso de exigências, estresse, críticas severas, excesso de expectativas, burn
out , depressão, ausência de entusiasmo e de motivação.

Em suma, a falta de integração das quatro esferas desrespeita a forma como cada um cria e acessa os próprios recursos, desconsiderando os caminhos e características
desenvolvidos para se conectar com o melhor de si. Viver num estado de integração demanda trabalho, escolhas e responsabilidade pela própria vida – atributos de liderança.

Se trata de experimentar a vida com presença e abertura e para estar com todos os aspectos disponíveis, aplicando-os de forma pertinente às situações. O objetivo da
integração é promover o desfrute de uma força e de um contato profundo com a intuição e a criatividade, dando novas amplitudes às construções do nosso estar no mundo.