•  (31) 3223.2037
  •  Whatsapp: (31) 99185.0000

Bob Hoffman


bob3

Bob Hoffman criou o Processo Hoffman a partir da sua capacidade inata e talentosa de perceber as verdades e sabotagens mais profundas das pessoas que cruzavam o seu caminho. Fez de sua missão de vida descobrir como o mundo poderia ter mais amor. A partir da premissa de que a paz pode ser alcançada, pessoa por pessoa, desenvolveu o método que é capaz de curar as feridas que temos como resultado de não nos sentirmos amados incondicionalmente quando crianças.

Bob entendeu que, ao sentirmos que os nossos cuidadores: pais e mães – biológicos e substitutos – não nos amam incondicionalmente, reagimos diante do desejo que recuperar esta porção de amor. Nesse caminho, passamos a imitá-los ou agir de forma oposta a eles para garantir atenção e cuidados que, para uma criança, são a base de sua sobrevivência.

Ao copiarmos seus humores, atitudes, crenças, expressões faladas e até mesmo movimentos corporais, aspectos fundamentais de nossos “personagens” se formam. O amor conquista todas as neuroses e, para Bob, a neurose fundamental era crescer sentindo-se indigno de amor.

O Processo Hoffman teve seu início no escritório de Bob em Oakland, Califórnia, em 1966. Ele começou pedindo aos clientes que escrevessem autobiografias emocionalmente carregadas de suas vidas, do nascimento até a puberdade. Ao analisar os relatos, Bob olhou para os traços emocionais negativos de cada um dos pais biológicos e começou a desenvolver uma compreensão intuitiva da história emocional dos pais da pessoa.

A isso ele deu o nome de “Amor Negativo ®”. Ele podia ver que os pais, quando eram filhos, tinham adotado, sem querer, “traços negativos” e eram movidos por sua própria história emocional. Era possível, portanto, vê-los como culpados, mas não culpados. Este entendimento profundo leva à experiência de perdão e compaixão pelos pais. Bob enfatizou que “todo mundo é culpado e ninguém é culpado” durante toda a sua vida.

Ele conduziu seus primeiros clientes por intermédio de uma série de 8 a 10 sessões de duas horas. Estas envolviam uma variedade de técnicas e exercícios catárticos projetados para ajudar as pessoas a curarem suas dores e alcançarem um lugar de amor incondicional. Eles aprendiam a usar ferramentas para quebrarem o hábito de comportamentos amorosos negativos e aprendiam exercícios de autoconsciência.

Bob cunhou o termo “Quadrinidade” para descrever todo o “Eu”, que é composto por quatro aspectos: o Intelecto, as Emoções, o Corpo e o Espírito. Os participantes poderiam realizar a verdadeira cura em integridade, envolvendo todos esses aspectos e ajudando-os a trabalhar em harmonia.

A estrutura que visa promover 1. Consciência; 2. Expressão; 3. Compaixão; 4. Perdão e 5. Novo Comportamento nasceu e se consolidou como a base de todo o ensino do Processo Hoffman em todo o mundo.

O livro de Bob "Ninguém é culpado" foi publicado pela primeira vez em 1978 como uma introdução para ajudar as pessoas a entenderem como mudar os hábitos autodestrutivos. Quando John Bradshaw publicou seu primeiro livro “Bradshaw On The Family: A New Way of Creating Solid Self-Esteem” (Bradshaw sobre família: uma nova forma de criar uma sólida autoestima, em tradução livre) como um guia de autoajuda para aqueles que haviam crescido em famílias disfuncionais. Neste, ele recomendou enfaticamente o Processo Hoffman como uma forma de lidar com a “dor original da infância e voltar para casa”. A obra se tornou um best-seller internacional e fez de Bradshaw um orador popular; sendo um fator importante na ampliação do reconhecimento do trabalho de Bob.

Durante um período de 20 anos e com a ajuda de uma variedade de terapeutas, educadores e médicos, Bob aprimorou a estrutura do Processo até chegar a forma como conhecemos e aplicamos atualmente. Ele recebeu um grande apoio de Claudio Naranjo, um psiquiatra formado em Harvard, que também introduziu o Eneagrama na cultura ocidental.

Bob percebeu que proporcionar um ambiente de retiro aos participantes do Processo permitiria aprofundarem suas percepções e mudanças pessoais. Em 1985, o primeiro Processo de oito dias da Hoffman Quadrinity – como era chamada, “Quadrinidade Hoffman” em tradução livre – foi realizado em Sonoma, na Califórnia.

Os anos se seguiram e o trabalho do Processo Hoffman espalhou-se pelos Estados Unidos e, de lá, para todo o mundo, com centros Hoffman no Brasil, Alemanha, Suíça, Austrália, Argentina, Canadá, França, Itália, Espanha e Reino Unido. Isso, por sua vez, levou à formação do Hoffman Institute International (HII), que foi criado para regulamentar e monitorar os padrões, a segurança e a entrega do Processo Hoffman em todo o mundo.

Vários livros foram escritos sobre o Processo Hoffman , incluindo “Journey Into Love” ( “Viagem ao amor” em tradução livre) escrito por Kani Comstock e Marisa Thame; e “The Hoffman Process: The World-Famous Technique That Empowers You to Forgive Your Past, Heal Your Present, and Transform Your Future” (“O Processo Hoffman: A técnica mundialmente famosa que te empodera para perdoar o seu passado, curar o seu presente e transformar o seu futuro” em tradução livre) e “You Can Change Your Life: With the Hoffman Process” (“Você pode ser mudar sua vida com o Processo Hoffman” em tradução livre) escritos pelo cofundador do Hoffman do Reino Unido, Tim Laurence.

Com centros afiliados Hoffman em 20 países, pessoas de diferentes culturas e visões de vida comprovam e atestam que a imersão de 7 dias melhora a qualidade de suas vidas, seus relacionamentos e suas carreiras.

Mesmo depois da passagem de Bob Hoffman em 1997, sua visão de trazer o amor e cura para a vida das famílias permanece viva em nós e clara na missão de nosso Instituto. Bob dizia: “Meu sonho é que o trabalho seja reconhecido pelas comunidades científicas e por líderes educacionais; que seja parte de programas educacionais”.

Centenas de milhares de pessoas já foram beneficiadas pela visão e trabalho de Bob. E é comum ouvir delas depois do Processo: “É o melhor presente que você pode dar a si mesmo”. E é também um presente para ser compartilhado com a família, com amigos e colegas de trabalho: seus efeitos espalham e perduram ao longo dos anos.

Bob Hoffman criador e fundador do Processo Hoffman da Quadrinidade, fala sobre a Síndrome do Amor Negativo.

Política de Privacidade

O Instituto Hoffman do Brasil se importa com a proteção da sua privacidade. Esta Política de Privacidade vem esclarecer a maneira pela qual coletamos e usamos suas informações pessoais.

Leia com atenção!